Warning: Creating default object from empty value in /home/storage/3/16/c8/portaldapropaganda1/public_html/portal/plugins/system/nonumberelements/helpers/parameters.php on line 130

Warning: Creating default object from empty value in /home/storage/3/16/c8/portaldapropaganda1/public_html/portal/plugins/system/sourcerer/helper.php on line 32
Pernambucano toma posse como o primeiro nordestino na Abap nacional
Pernambucano toma posse como o primeiro nordestino na Abap nacional PDF Imprimir E-mail
Seg, 25 de Maio de 2009 11:34

- Queiroz Filho, presidente da Ampla, toma posse na diretoria da

 executiva nacional da entidade, em são Paulo, neste terça-feira (26)-

 

A Abap, uma das mais atuantes entidades de classe do país, nomeia nova diretoria em almoço no hotel Grand Hyatt, em São Paulo, nesta terça-feira (26). E pela primeira vez na história de 60 anos da Associação Brasileira de Agências de Publicidade, será empossado um nordestino na executiva nacional: Queiroz Filho, ex-presidente do capítulo Pernambuco da Abap por seis anos e atual presidente da pernambucana Ampla, agência com cerca de 33 anos no mercado local.

 

 

 

A nova diretoria da associação assumirá o mandato para o biênio 2009-2011, e será presidida a partir de agora pelo publicitário paulista Luiz Lara (Lew’Lara/TBWA), que substitui Dalton Pastore, que esteve no Recife em 2008 para a realização do IV Congresso Brasileiro de Publicidade, primeiro grande evento desta natureza realizado em mais de 30 anos. “A minha atuação, a nível nacional, acompanhará as pegadas deixadas na Abap em meu Estado, balizada pela filosofia de valorização e motivação da publicidade regional”, afirma. Queiroz Filho será substituído na Abap-PE pelo publicitário Edison Martins (Mart Pet), que assume o capítulo local com o apoio dos colegas Cristina Queiroz (Tesouraria) e Giovanni de Carli (Secretaria).

 

 

 

Queiroz Filho se divide entre o Recife e o Espírito Santo, onde sua agência conta com uma filial. E passará ainda a dividir sua agenda de trabalho também com São Paulo (Abap). Ele diz que manterá o empenho e articulações para enfrentar desafios impostos ao setor e que reforçará a linha de trabalho da nova diretoria, com a defesa do modelo brasileiro de agências de publicidade, e também luta pela aprovação do projeto de Lei do deputado federal José Eduardo Cardoso (PT-SP) que propõe mudanças nas licitações públicas”.

 

 

 

A nova diretoria promete trazer para o âmbito da Abap, o importante tema da gestão sustentável das marcas, uma preocupação crescente das empresas. “O consumo consciente estará em pauta. A publicidade precisa mais do que nunca fazer bom uso da criatividade para abordar o público com mensagens cada vez mais responsáveis”, sentencia Queiroz Filho.

 

 

 

Em suas seis décadas de atuação, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade contribuiu para ações junto ao Governo Federal e ao Congresso para a boa atuação da comunicação e da atividade de propaganda. Inspirou e contribuiu para a criação de algumas das mais fundamentais normas de boa execução da atividade, como a Lei nº 4.680 (a Lei da Propaganda), que regulamentou a atividade publicitária, a profissão de publicitário e do Código de Ética dos Profissionais de Propaganda; e as criações do IVC (Instituto Verificador de Circulação) e do CONAR (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária).

 

 

 

Nova configuração

 

 

A Associação Brasileira de Agências de Publicidade elegeu dia 29 passado, suas novas diretorias nacional e estaduais, nos 16 capítulos espalhados pelo País. Não houve disputas, somente referendo às chapas únicas. No âmbito nacional, depois de três mandatos consecutivos, Dalton Pastore entrega a presidência da Abap a Luiz Lara, o atual vice-presidente.

 Além de Lara na presidência, a nova diretoria tem os vice-presidentes Bob Vieira da Costa (NovaS/B), representando São Paulo; Armando Strozenberg (Euro RSCG Contemporânea), do Rio de Janeiro; e Antônio D'Alessandro (DCS), do Rio Grande do Sul. Entre os diretores há ainda outro representante do Sul, Hiram Souza (Exclam), do Paraná, e  do Nordeste, Queiroz Filho (Ampla), que vinha comandando o capítulo de Pernambuco - o maior fora do eixo Rio-São Paulo e único onde houve disputa nas eleições de 2007. O quadro de diretores nacionais se completa com Otto de Barros Vidal (PPR) e Antônio Fadiga (Fischer América+Fala), ambos de São Paulo.

Entre as novidades institucionais está a transformação do Conselho Consultivo em Conselho Superior. Presidida por Dalton Pastore, essa instância reúne presidentes de algumas das maiores agências do País: Alexandre Gama (Neogama/BBH), Cyd Alvarez (NBS), Eduardo Fischer (Grupo Totalcom), Júlio Ribeiro (Talent), Luiz Lara (Lew'Lara\TBWA Publicidade), Nizan Guanaes (Africa), Roberto Duailibi (DPZ), Roberto Justus (Y&R) e Sérgio Amado (Ogilvy). A intenção é a de que este grupo se reúna quatro vezes por ano para definir as principais diretrizes da Abap e a política de relacionamento com outras entidades e instituições.


No ano passado, a Abap divulgou estudo elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) justamente para dimensionar a indústria brasileira de comunicação, que teria tido receita de R$ 57 bilhões em 2005.

 Serviço:

Posse da Diretoria da Abap - Associação Brasileira de Agência de Publicidade (Abap).

Terça-feira (26), no hotel Grand Hyatt, em São Paulo.